Espiritismo e o Roustainguismo – Mundo Maior em Debate

Espiritismo e o Roustainguismo - Mundo Maior em DebateA França do século XIX foi palco para os estudos dos fenômenos com espíritos que deram origem à duas doutrinas, o Espiritismo e o Roustainguismo. O Espiritismo foi fundado por Allan Kardec, enquanto este último por Roustaing.

Jean-Baptiste Roustaing (15/10/1805 – 02/01/1879) foi um advogado francês contemporâneo à Kardec e fundador de ideias chamadas de Roustainguismo. Essas linha de pensamento é baseada na obra Os Quatro Evangelhos – Revelação da Revelação.

No Mundo Maior em Debate, André Marouço, Heloísa Pires e Milton Felipeli discutem e esclarecem pontos acerca do Espiritismo e o Roustainguismo.

Duas ideias polêmicas abordadas por Roustaing foram debatidas pelos convidados do programa. Eles ressaltaram a importância de se falar sobre o assunto. São estas ideias:  O Corpo Fluídico, ou corpo Agênere, e a retrogradação espiritual.

A primeira teoria afirma que Jesus não teria encarnado na Terra em forma humana. Ele seria espírito e perispírito materializado, negando o corpo físico de Cristo, desde  seu nascimento até o sofrimento na hora de sua morte.

A segundo teoria diz que um castigo pelos erros seria a reencarnação em seres inferiores, como lesmas, citado em sua obra. Essa ideia nega dois princípios do Espiritismo, o da misericórdia e justiça divina que não castiga, e do progresso contínuo e constante, sem a possibilidade de retroceder na escala espiritual.   

Durante o Mundo Maior em Debate os convidados levantaram dois questionamentos pertinentes acerca do Espiritismo e o Roustainguismo. Uma delas foi de que Roustaing teria muita influência do catolicismo misturados com ideias místicas.

Outra questão é acerca dos interesses financeiros da Sociedade Espírita Parisiense após a morte de Kardec. Nessa época quem presidia os trabalhos Pierre-Gaëtan Leymarie, que autorizou a entrada das ideias Roustainguismo na sociedade, obtendo como troca o apoio financeiro do advogado.

A obra de Roustaing também é muito questionada, pois ele apenas utilizou os trabalhos de uma única médium, Émilie Collignon. É refutado, pois, Kardec em suas obras consultou mais de mil médiuns espalhados pelo mundo e selecionou as resposta, chegando assim a conteúdos confiáveis.

As assinaturas da obra de Roustaing foram feitas pelos Espíritos dos Apóstolos de Jesus. O longo processo de formação e consolidação do Espiritismo mostraram que as obras de estudos e romances apresentam um padrão em relação às assinaturas.

Movido pelo grau de adiantamento moral dos espíritos, não é necessário envaidecer-se com nomes de encarnações terrenas. Os espíritos que respondiam às perguntas de Allan Kardec não costumam se identificar, utilizando assinaturas genéricas. Porém elas eram significativas, como “O Espírito de Verdade” ou “Um Espírito Protetor”.

Para você saber mais sobre as diferenças desses dois pensamentos franceses, assista: 

Espiritismo e o Roustainguismo – Mundo Maior em Debate

Parte 1

Parte 2

Parte 3

Leia também: O Espiritismo tem inimigos?

 

Escrito por: Ricardo Guelfi de Souza

Estudante de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi. Estagiário de Marketing na TV Mundo Maior.

leave a reply

WhatsApp chat