QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

-->

“Estude a si mesmo, observando que o autoconhecimento traz humildade e sem humildade é impossível ser feliz.” André Luiz

Estudo_espirita

Allan Kardec e o espiritismo

Enviado em 12 de março de 2019 | Publicado por Rádio Boa Nova

No dia 31 de março de 1869 desencarnou vítima de um aneurisma, segundo biógrafos, Allan Kardec. E jamais poderemos dissociar o Espiritismo da imagem dele. Confira a seguir mais informações a respeito de Allan Kardec e o espiritismo.

Como vimos anteriormente no texto Origem do Espiritismo, a doutrina surgiu no século 19, na França. E o seu codificador foi Hippolyte Léon Denizard Rivail, sob o pseudônimo de Allan de Kardec.

Allan Kardec e o espiritismo

Hippolyte Léon Denizard Rivail foi o codificador do Espiritismo, e além de educador, escritor e tradutor francês. Léon Denizard, foi o principal pesquisador dos fenômenos espíritas que deram origem à Doutrina Espírita.

A relação de Allan Kardec e o espiritismo começou com as famosas mesas girantes. Certo dia, andando pelas ruas de Paris, Léon Denizard, se encontrou com uma amigo que lhe descreveu uma série de fenômenos que chamavam a atenção na Europa e que supostamente eram provocados pela ação direta de espíritos.  

Curioso foi ao local, onde observou mesas e outros objetos ganharem movimentos sem a ajuda de qualquer pessoa ou mecanismo. Rivial não aceitou de imediato, porém, estava disposto a entendê-los.

A partir, começou a estudar os fenômenos, e depois de muita análise. Rivail concluiu que esses fenômenos tinham origem inteligente e que eram provocados por seres que habitaram a Terra, ou seja, seres desencarnados.

Allan Kardec e o espiritismo – Pseudônimo

Hippolyte Léon Denizard Rivail adotou o pseudônimo após uma comunicação mediúnica, onde ouviu de um médium que ele já fora um celta chamado Allan Kardec.

E ainda, ouviu que deveria reunir os estudos e as conclusões dos últimos séculos em uma doutrina que propagasse os ensinamentos de Cristo e trouxesse alívio para os corações.

A partir disso, com a assistência de Espíritos Superiores em nome do Espírito de Verdade, Kardec, estabeleceu as bases para a codificação espírita: filosofia, a ciência e religião.

E ainda, fundou e dirigiu a Revista Espírita, a Sociedade Parisiense de Estudos e codificou os 5 livros bases da Doutrina Espírita, conhecido também como pentateuco kardequiano:

  • O Livro dos Espíritos;
  • O Livro dos Médiuns;
  • O Evangelho Segundo o Espiritismo;
  • O Céu e o Inferno e A Gênese.

Além das As obras O Que é o Espiritismo? e Obras Póstumas.  

O espiritismo é o caminho para um mundo de regeneração e a consagração do amor.

O espiritismo, marchando com o progresso, jamais será ultrapassado porque, se novas descobertas demonstrassem estar em erro sobre um certo ponto. Ele se modificaria sobre esse ponto; se uma nova verdade se revelar, ele a aceitará”. (Livro A Gênese)

Saiba mais sobre Allan Kardec e o espiritismo

PARTE 1 


Parte 2

 

Fontes: TV Mundo Maior | O Clarim 

Deixe seu comentário:

WhatsApp