QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“A melhora de tudo para todos começa na melhora de cada um.” Emmanuel

Estudo_espirita

Estudo do Livro dos Espíritos: O futuro pode ser revelado ao homem?

Enviado em 5 de julho de 2018 | Publicado por Rádio Boa Nova

Hoje vamos fazer um breve estudo do Livro dos Espíritos, especificamente um item do capítulo 10 “Da lei de liberdade” onde encontramos alguns esclarecimentos dos espíritos à respeito do conhecimento sobre o futuro.

Certamente, dominados por certos anseios, em algum momento da vida podemos ter lapsos de curiosidade em saber o que nos acontecerá no futuro.

 Livro dos EspíritosSejam dúvidas sobre relacionamento amoroso, finanças, trabalho ou família, o fato é somos seres repletos de dúvidas e muitas vezes ter respostas imediatas sobre algo que almejamos poderia nos tranquilizar a alma e deixar nossos pensamentos menos acelerados não é mesmo? E não é difícil encontrarmos diversos anúncios de pessoas que dizem possuir o dom da futurologia.

Mas afinal, o futuro pode ou deve ser revelado ao homem?  Allan Kardec, codificador da doutrina espírita, fez aos espíritos superiores alguns questionamentos sobre este tema. Vejam o que lhe foi respondido:

868 – O futuro pode ser revelado ao homem?

“Em princípio o futuro lhe é oculto e só em casos raros e excepcionais  Deus lhe permite a sua revelação.”

869 – Com que fim o futuro é oculto ao homem?

“Se o homem conhecesse o futuro, negligenciaria o presente e não agiria com a mesma liberdade de agora, pois seria dominado pelo pensamento de que, se alguma coisa deve acontecer, não adianta ocupar-se dela, ou então procuraria impedi-la. Deus não quis que assim fosse, afim de que cada um pudesse concorrer para a realização das coisas, mesmo daquelas a que desejaria opor-se. Assim é que tu mesmo, sem o saber, quase sempre preparas os acontecimentos que sobrevirão no curso da tua vida.”

Assim, sendo Deus soberanamente justo e bom, ocultar o futuro representa uma sábia providência. Somos seres em evolução, e termos conhecimento sobre o futuro pode prejudicar a nossa jornada.

Reflexão de Allan Kardec

Kardec nos oferta a seguinte reflexão sobre o tema que de certa forma sintetiza muito bem o tema:

“A  certeza de um acontecimento venturoso o lançaria na inação. A de um acontecimento infeliz o encheria de desânimo. Em ambos os casos suas forças ficariam paralisadas.[…] O conhecimento de todos os incidentes da jornada lhe tolheria a iniciativa e o uso do livre-arbítrio. Ele se deixaria resvalar pelo declive fatal dos acontecimentos, sem exercer suas faculdades. Quando o feliz êxito de uma coisa está assegurado, ninguém mais com ela se preocupa.”

 

Fonte de pesquisa: O Livro dos Espíritos

 

Texto escrito por Elen Alarça

Jornalista e colaboradora da Fundação Espírita André Luiz.

Deixe seu comentário:

WhatsApp