QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“A felicidade pode exibir-se, passear, falar e comunicar-se na vida externa, mas reside na consciência tranquila.” André Luiz

Estudo_espirita

Lei de adoração: O Livro dos Espíritos – Programa Luz nas Almas

Enviado em 6 de junho de 2018 | Publicado por Rádio Boa Nova

lei de adoraçãoComo vimos anteriormente no texto “Leis naturais ou divinas: O Livro dos Espíritos”, Allan Kardec, na terceira parte da obra, através de espíritos superiores, nos mostrou as chamadas Leis Morais, que dizem respeito às dimensões do Ser. E uma das leis, é chamada de Lei de Adoração.

De acordo com o dicionário a palavra “Adorar”, apresenta como significado: ato ou efeito de adorar; veneração.

Lei de Adoração: O Livro dos Espíritos

Esta lei diz respeito à elevação dos pensamentos a Deus, e ainda, é uma das maneiras de adorar o Senhor..

E ainda, a lei de adoração é eterna e imutável, e a lei de Deus.

“A lei natural é a Lei de Deus. É a única verdadeira para a felicidade do homem. Indica-lhe o que deve fazer ou não fazer e ele só infeliz porque dela se afasta”. (O Livro dos Espíritos, questão 614).

Diante dessas afirmações pergunta-se:

“Em que consiste a adoração?

Resposta: Na elevação do pensamento a Deus. Deste, pela adoração, aproxima o homem sua alma”.  (L.E. questão 659).

A lei de adoração diz respeito aos momentos em que temos os nossos pensamentos voltados a Deus. É agradecer por tudo o que vivemos, ou seja, significa que apesar de não compreendermos muitas coisas, podemos e devemos nos esforçar para compreender.

Leia mais: Reforma íntima: poder do pensamento

A doutrina espírita nos ensina a percepção de que a existência terrestre é passageira, com isso, os escolhas e as adversidades são momentos que nos ensinam a aprender com nossos erros.

E ainda, os espíritos superiores, nos ensinam que “a adoração verdadeira é a do coração”.

“Em todas as vossas ações, lembrai-vos sempre que o Senhor tem sobre vós o seu olhar”.

Portanto, para adorar a Deus não é preciso estar em um lugar específico ou ter hora marcada. É possível fazer a todo momento. E a prece é um dos recursos que devemos usar, já que abre um caminho com o Criador, proporcionando assim um estado de paz íntima.

Porém, não devemos nos esquecer que devemos adorar a Deus, por meio de nossas ações diárias, por exemplo, com gratidão, esforço de nos melhorar sempre.

“Reunidos pela comunhão dos pensamentos e dos sentimentos, mais força têm os homens para atrair a si os bons Espíritos. O mesmo se dá quando se reúnem para adorar a Deus. Não creiais, todavia, que menos valiosa seja a adoração particular, pois que cada um pode adorar a Deus pensando nele”. (O Livro dos Espíritos, questão 656)

Para saber mais sobre o assunto “Lei de adoração”, ouça o programa Luz nas Almas:

 

Fonte: Correio Espírita

 

 

 

Por Juliana Chagas 

Jornalista e produtora da Rádio Boa Nova

Deixe seu comentário:

WhatsApp