QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

-->

“Estude a si mesmo, observando que o autoconhecimento traz humildade e sem humildade é impossível ser feliz.” André Luiz

Estudo_espirita

Menino autista de 10 anos lança livro de histórias

Enviado em 3 de janeiro de 2019 | Publicado por Rádio Boa Nova

autismo na visão espírita O que podemos entender por autismo na visão espírita?

No interior de São Paulo, um menino autista de apenas 10 anos, lançou um livro de histórias com a ajuda de sua mãe.

Luigi Venturoli e seu irmão gêmeo têm autismo e vivem com livros nas mãos. E além de escritor, Luigi sabe ler em russo e inglês.

O amor pelas letras começou depois do diagnóstico de autismo, quando os pequenos tinham dois anos. Em entrevista ao site da globo.com, Patricia Venturoli, mãe dos meninos, disse que estimulou Luigi e entrou no mundo dos filhos e encontrou no alfabeto seu maior aliado.

Segundo Patrícia, os brinquedos com letras coloridos despertaram a atenção dos filhos.

Autismo

O Transtorno do Espectro Autista (TEA), conhecido como autismo, é um transtorno de desenvolvimento da primeira infância.

De acordo com Dr. João Lourenço Navajas, o autismo em si não é uma doença. Os sintomas podem aparecer em qualquer tipo de doença, em qualquer tipo de sequela de doença.

E ainda, ele pode apresentar diferentes graus aumentando ou diminuindo, porém, é um transtorno que não tem cura.

Já em relação ao comportamento, as pessoas que sofrem do TEA , apresentam dificuldades de interação social, de comportamento e até mesmo de comunicação. Além de, apresentar tendências de isolamento, olhar disperso, movimentos repetitivos e apego à objetos.

Tratamento

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o ABA – sigla em inglês para Análise do Comportamento Aplicada, ajuda a criança a desenvolver habilidades diárias, linguísticas, cognitivas e sociais.

Autismo na visão espírita

O autismo na visão espírita representa uma experiência na qual o espírito precisa para reaprender o convívio em sociedade.

De acordo com André Marouço, no programa Boletim da TV Mundo Maior, não podemos dizer qual é a razão do autismo. Porém, é possível aventar algumas possibilidades, são elas:

“1º está ali um espírito em evolução como cada um de nós, com dificuldades de comunicação e de compreensão”.

O comunicador completou dizendo que, muitas vezes esses espíritos são muito inteligentes que dominam uma área científica ou mesmo cultural. Por exemplo, música, ciência, matemática.

Ainda no programa, André levantou a questão do suicídio.

“Pode ser que em vidas pregressas houve o suicídio, lesionando assim, o corpo perispiritual na região central, impedindo um correto funcionamento”.

Outra questão que foi abordada está relacionada a culpa, ao remorso, ao orgulho. Por exemplo, algumas pessoas não aceitam o diálogo e a compreensão do próximo. Ou então, eles podem ser espíritos que estão presos a seus sentimentos.

Bezerra de Menezes

Segundo Bezerra de Menezes, o autismo diz respeito ao resgate de desencarnados que, em outras vidas, tiveram o poder de decisão. Porém, utilizaram de maneira errada. Em vez de, ajudarem o próximo, tiraram proveito de situações.

“[…] Espíritos há que buscaram, na alienação mental através do autismo, fugir às suas vítimas e apagar as lembranças que os acicatam, produzindo um mundo interior agitado ante uma exteriorização apática, quase sem vida. O modelador biológico imprime, automaticamente, nas delicadas engrenagens do cérebro e do sistema nervoso, o de que necessita para progredir: asas para a liberdade ou presídio para a reeducação”. (Divaldo Franco, Livro “Loucura e Obsessão”).

Como os pais devem agir com uma criança autista?

Eles devem AMAR!

“Saber que ali tem um espírito crístico em formação. Esse nosso irmão que passa por esta condição está em processo de evolução. Então, os pais devem se dedicar a compreender as dificuldades desse espírito. Compreenda que a sua evolução será mais lenta,” André Marouço

E ainda, a família deve oferecer amor e paciência, pois sua missão é contribuir com a sua evolução espiritual.

Saiba mais sobre o assunto:


 

 

Fontes: gobo.com e Só Notícia Boa

 

 

 

 

 

Por Juliana Chagas 

Jornalista e produtora da Rádio Boa Nova

 

Deixe seu comentário:

WhatsApp