QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai se não por mim.” Jesus

Estudo_espirita

O que é a Raça Adâmica segundo a Doutrina Espírita?

Enviado em 24 de agosto de 2018 | Publicado por Rádio Boa Nova

O que é a Raça Adâmica segundo a Doutrina Espírita?O termo Raça Adâmica é retratado no capítulo Gênese Espiritual, da obra A Gênese, edição original de Allan Kardec. Não apenas remonta a origem dos espíritos que povoam a Terra, como explica a criação física do ser humano em paralelo com o nome de Adão.

O seguinte trecho da Gênese elucida sobre a questão da Raça Adâmica:

“Segundo o ensinamento das Espíritos, é uma dessas grandes imigrações – ou, como queiram, uma dessas colônias espirituais vindas de uma outra esfera -, que deu nascimento à raça simbolizada na pessoa de Adão e, por essa razão, denominada Raça Adâmica.”

(A Gênese)

 

O trecho inicia sua explicação em relação a imigração dos espíritos. É possível compreender esse fenômeno com a ideia dos Exilados de Capela. Eles teriam sido Espíritos mandados para a Terra continuarem sua evolução, e no mesmo tempo ensinar para os seres primitivos que aqui habitavam.

 

“A Raça Adâmica, mais avançada do que aquelas que tinham precedido na Terra, é a mais inteligente; é ela que conduziu todas as outras ao progresso.”

 

É possível que este processo de migração espiritual ocorra novamente na Terra quando estivermos próximo do Planeta de Regeneração. Há muitos espíritos que, apesar de seu alto grau de desenvolvimento intelectual, não são compatíveis moralmente ao grau de adiantamento do novo estágio planetária que a Terra entrará.

Em relação a Adão, como disse a Gênese, a imigração figura-se em seu nome. O capítulo Da Criação, da obra O Livro dos Espíritos, retrata nas questões 50 e 51, sobre o povoamento da Terra e a figura de Adão.

Os Espíritos assinalam como verdadeira a existência de Adão, porém, não como o primeiro da espécie humana. Os benfeitores espirituais ressaltam ainda que, àquele que deu nome a Raça Adâmica teria vivida na Terra por volta de 4000 A.C.

O trecho a seguir explica a então importância do nome Adão e porque ele é um marco para a religião cristã:

“O homem, cuja tradição se conservou sob o nome de Adão, foi dos que sobreviveram, em certa região, a alguns dos grandes cataclismos que revolveram em diversas épocas a superfície do globo, e se constituiu tronco de uma das raças que atualmente o povoam… Muitos, com mais razão, consideram Adão um mito ou uma alegoria que personifica as primeiras idades do mundo.”

(O Livro dos Espíritos)

 

As diversas etnias que habitam o planeta Terra, entretanto, indicam, em conjunto com o avanço nas pesquisas científicas e antropológicas, que o ser humano é a evolução de espécies primitivas. A importância da Raça Adâmica, ou seja, o conjunto de espíritos imigrantes, é a de que eles contribuíram para avanços intelectuais e tecnológicos no início formação das civilizações.

Adão não foi o primeiro da espécie humana, assim como a Raça Adâmica não será a única a passar pelo processo de migração na Terra. Neste período de transição planetária, quanto mais perto da Regeneração, mais migrações ocorrerão.

O Planeta Terra receberá diversos Espíritos em graus mais elevados. Ela serão de graus evolutivos maiores quanto ao adiantamento moral, com a finalidade de acelerar o auxílio aos encarnados. Em compensação, os espíritos que não conseguirem progredir o necessário receberão a oportunidade de continuar sua caminhada evolutiva.  Eles serão enviados para outras das moradas de Deus para continuar suas provas e ainda ensinar os espíritos em seus graus mais primitivos de sua evolução.

 

Leia também:

 

Para saber mais sobre o assunto, assista:

 

Quem foram os “Exilados de Capela”? | Ufologia e Espiritismo

 

Assista também:

 

Formação da Humanidade | Espiritismo sem Mistério 

Escrito por: Ricardo Guelfi de Souza

Estudante de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi. Estagiário de Marketing na TV Mundo Maior.

Deixe seu comentário:

WhatsApp