QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Em matéria de felicidade só se possui aquela que se dá.” Emmanuel

Estudo_espirita

Psicografia: O que é? Como desenvolvê-la?

Enviado em 16 de abril de 2018 | Publicado por Rádio Boa Nova

psicografiaA palavra psicografia (do grego “pshyché, alma e “graphô”, eu escrevo), além de ser uma faculdade mediúnica que pode ser desenvolvida para a comunicação entre encarnados e desencarnados, é uma transmissão de pensamento dos Espíritos, através da escrito, pela mão de um médium.  E ainda, quem possui essa faculdade é chamado de médium psicógrafo ou escrevente.

A psicografia é mais suscetível a ser desenvolvida pelo exercício. Além disso, é o meio de comunicação com os Espíritos mais simples, mais completo e mais cômodo. Aquele que pratica a psicografia pode compreender melhor situações da vida.

Allan Kardec, em O Livro dos Médiuns, através dos Espíritos Superiores, disse que existem algumas maneiras de produzir as comunicações escritas.

“Pode-se obter a escrita por meio de cestas e pranchetas ou diretamente pela mão”. Quem possui uma aptidão especial pode imprimir movimento de rotação a uma mesa ou a qualquer objeto.

Psicografia e os três tipos de médiuns psicógrafos

Mecânicos: neste tipo, que são os raros, os espíritos atuam diretamente sobre as mãos dos médiuns, impulsionando-as. Independente da vontade dos médiuns.

Intuitivos: neste caso, o atua sobre a alma do médium, além de se identificar em ela, passa suas ideias. Esses médiuns atuam como um intérprete do Espírito comunicante.

Semi-mecânicos: neste caso, o espírito atua na mão do médium, entretanto, o mesmo não perde o controle da mão, além de ter consciência do que escreve na medida em que as palavras vão sendo escritas.

Psicografia: como desenvolvê-la?

No Brasil, quem popularizou a psicografia foi Chico Xavier. O médium escreveu mais de 400 livros espíritas, através dos espíritos: Emmanuel, André Luiz, etc.

Já no que diz respeito ao desenvolvimento, é preciso muito preciso muito treino. A doutrina espírita nos ensina que todos temos mediunidade de vários tipos, por exemplo, pressentimentos, intuições, percepções, sonhos premonitórios, etc. Entretanto, cada pessoa possui uma faculdade mais desenvolvida que a outra, isso depende de sua grau de evolução.

E lembre-se: se você não conseguir desenvolver a psicografia, não se esqueça das outras capacidades mediúnicas:

“Um pai não abandona o filho porque este é surdo e cego e não o pode ver nem ouvir. Pelo contrário, envolve-o na sua solicitude, como os Espíritos bons fazem conosco. Se eles não podem transmitir-nos materialmente o seu pensamento, ajudam-nos com a sua inspiração”, Livro dos Médiuns

Confira os textos: Como saber a hora certa para receber uma carta psicografada? e Como desenvolver a psicografia?

Fontes: Rádio Boa Nova | TV Mundo Maior | Kardec Rio Preto

 

 

Por Juliana Chagas 

Jornalista e produtora da Rádio Boa Nova

Deixe seu comentário:

WhatsApp