QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

-->

“Estude a si mesmo, observando que o autoconhecimento traz humildade e sem humildade é impossível ser feliz.” André Luiz

Evangelho e Reforma Íntima

12 de junho: Dia dos Namorados

Enviado em 12 de junho de 2019 | Publicado por Rádio Boa Nova

O Dia dos Namorados ou Dia de São Valentim é uma data especial que celebra a união amorosa entre casais. No Brasil, a data é comemorada em 12 de junho. Confira a seguir a história de São Valentim:

Durante o seu governo, o imperador Cláudio II, proibiu a realização de casamentos em seu reino. O objetivo desta proibição era de: formar um grande e poderoso exército, já que o imperador, acreditava que se os jovens não tivessem família, se alistariam com maior facilidade.

Entretanto, um bispo romano chamado Valentim, continuou celebrando casamentos, mesmo com a proibição. As cerimônias eram realizadas em segredo.

A prática foi descoberta, o bispo foi preso e condenado à morte. E enquanto estava preso, muitos jovens lhe mandavam flores e bilhetes dizendo que eles ainda acreditavam no amor.

Dia dos Namorados e a doutrina espírita

O Dia dos Namorados é uma excelente oportunidade para refletirmos sobre o amor em todas as suas nuances.

Por mais que a doutrina espírita nos ensine que as almas gêmeas não existem. Isso não quer dizer que o espiritismo não acredita no amor. Há os chamados espíritos | almas afins, que são aqueles espíritos que sentem afinidades por outros.  Por exemplo, quantas vezes não nos deparamos com um grupo de desconhecidos que nos agrada logo de cara? Provavelmente há uma afinidade entre eles.

Já em relação ao amor, o espiritismo nos ensina que ele é de essência divina. Desde o mais elevado até o mais humilde, todos nós possuímos, no fundo do coração a centelha desse fogo sagrado.

O amor resume toda a doutrina de Jesus, porque é o sentimento por excelência, e os sentimentos são os instintos elevados à altura do progresso realizado. No seu ponto de partida, o homem só tem instintos; mais avançado e corrompido, só tem sensações; mais instruído e purificado, tem sentimentos; e o amor é o requinte do sentimento. (O Evangelho Segundo o Espiritismo)

Leia mais: Espiritismo: O que é a Lei de Amor?

Pois bem, para praticar a lei do amor, como Deus a quer, é preciso que amemo, pouco a pouco, a todos os nossos irmãos. A tarefa é longa e difícil, porém, será realizada. A lei do amor é o primeiro e mais o importante preceito do espiritismo porque ela é que capaz de acabar com o egoísmo.

Para finalizar, confira a seguir uma explicação de Chico Xavier:

“Milhares de seres, se transviados no crime ou na inconsciência, experimentam a separação das almas que os sustentam, como a provação mais ríspida e dolorosa, e, no drama das existências mais obscuras, vemos sempre a atração eterna das almas que se amam mais intimamente, envolvendo umas para as outras, num turbilhão de ansiedades angustiosas, atração que é superior a todas as expressões convencionais da vida terrestre.

Quando se encontram, no acervo dos trabalhos humanos, sentem-se de posse da felicidade real para os seus corações a de ventura de sua união, pela qual não trocariam todos os impérios do mundo, e a única amargura que lhes empana a alegria é a perspectiva de uma nova separação pela morte, perspectiva essa que a luz da Nova Revelação veio dissipar, descerrando para todos os espíritos, amantes do bem e da verdade, os horizontes eternos da vida”.

    A ligação das almas gêmeas repousa, para o nosso conhecimento relativo, nos desígnios divinos, insondáveis na sua sagrada origem, constituindo a fonte vital do interesse das criaturas para as edificações da vida.

    Separadas ou unidas, nas experiências do mundo, as almas irmãs caminham, ansiosas, pela união e pela harmonia suprema, até que se integram, no plano espiritual, onde se reúnem para sempre na mais sublime expressão de amor divino, finalidade profunda de todas as cogitações do ser, no dédalo do destino” (O Consolador”)

Ame! Ame hoje, amanhã e sempre! Lembre-se que:

“O amor é a força que transforma o destino.” (André Luiz)

Fontes: Rádio Boa Nova | Blog Joanna de Ângelis Blumenau

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3

Deixe seu comentário:

WhatsApp