QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“A vida por fora de nós é a imagem do que somos por dentro.” Emmanuel

Evangelho e Reforma Íntima

Caridade e Redes Sociais – Programa Manhã Boa Nova

Enviado em 8 de agosto de 2018 | Publicado por Rádio Boa Nova

caridade e redes sociais

Você sabia que caridade e redes sociais podem caminhar juntas? No programa Manhã Boa Nova, o comunicador Claudio Palermo disse que com apenas um click podemos praticar atos caridosos.

Caridade e Redes Sociais

Com os avanços tecnológicos as pessoas estão cada vez mais ligadas em redes sociais (Facebook, Instagram, Snapchat), e por isso, muitas vezes acabam somente disseminando o ódio, a maldade, a inveja. Que tal começar a compartilhar, a divulgar atos de solidariedade e caridade?

Como vimos anteriormente no texto “Caridade Moral e Caridade Material – Estudo do Evangelho”, a caridade é um sentimento altruísta de ajuda sem esperar nada em troca.

Allan Kardec, na obra O Evangelho Segundo o Espiritismo, fala que:

“Fora da caridade não há salvação”

Já em O Livro dos Espíritos, Allan Kardec, indaga os espíritos superiores:

Qual a mais meritória de todas as virtudes?

Respostas : Todas as virtudes têm o seu mérito, porque todas são indícios de progresso no caminho do bem. Há virtude sempre que há resistência voluntária ao arrastamento das más tendências; mas ti sublimidade da virtude consiste no sacrifício do interesse pessoal para o bem do próximo, sem segunda intenção. A mais meritória é aquela que se baseia na caridade mais desinteressada. (Questão 893, de L.E)

Paulo Ribeiro, também no programa Manhã Boa Nova, disse que um gesto de solidariedade conclama uma grande população, ou seja, atinge pessoas que estão interessadas.

“Um click, as vezes, determina uma ação, uma atitude”.

Já Kátia Pelli destacou a importância de fazermos algo sem interesse, sem esperar nada em troca.

“A ação ganha destaque quando ela acontece de modo natural”.

Para finalizar, Paulo Ribeiro falou que em vez de publicarmos fatos desastrosos, desagradáveis, precisamos compartilhar coisas boas.

“A pessoa tem que agir e não ficar publicando ações imediatas. Que em um click possamos fazer a diferença em determinadas situações”, Paulo Ribeiro  

Diante das informações citadas acima, confira algumas maneiras de unir caridade e redes sociais:

  • Curta e compartilhe boas ideias
  • Jogue fora as mensagens maldosa; denuncie casos de bullying, racismo, etc

Saiba mais sobre o assunto no programa Manhã Boa Nova:

Confira também o Mundo Maior em Debate que fala sobre Caridade ou Assistencialismo:

Parte 1

Parte 2

Parte 3

 

 

 

Por Juliana Chagas 

Jornalista e produtora da Rádio Boa Nova

Deixe seu comentário:

WhatsApp