QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai se não por mim.” Jesus

Evangelho e Reforma Íntima

Estudo do Evangelho: Há muitas moradas na casa de Meu Pai

Enviado em 28 de novembro de 2018 | Publicado por Rádio Boa Nova

Há muitas moradas na casa de Meu PaiO que podemos entender por: Há muitas moradas na casa de meu Pai?

Allan Kardec na obra O Evangelho Segundo o Espiritismo, por meio dos espíritos nos apresenta a seguinte passagem:

“Não se turbe o vosso coração. Crede em Deus, crede também em mim. Há muitas moradas na casa de meu Pai. Se assim não fosse, Eu vo-lo teria dito, pois vou preparar-vos o lugar. E depois que Eu me for, e vos aparelhar o lugar, virei outra vez e tomar-vos-ei para mim, para que lá onde estiver, estejais vós também” (João, XIV: 1-3)

Há muitas moradas na casa de meu Pai

A casa do Pai é o universo, e as diferentes moradas dizem respeito aos mundos que circulam no espaço infinito e que também oferecem aos Espíritos desencarnados lugares apropriados à sua evolução.

Ainda de acordo com o livro O Evangelho Segundo o Espiritismo, além da diversidade dos mundos. Estas palavras podem estar relacionadas ao estado feliz ou infeliz do espírito na erraticidade.

“De acordo com o estado de maior ou menor pureza e de desapego às atrações materiais, o meio onde se encontra, o aspecto das coisas, as sensações que experimenta, as percepções que possui, tudo isso varia ao infinito”.

E completou:

“Enquanto uns não se podem afastar da esfera onde viveram, outros se elevam e percorrem o Espaço e o mundos; enquanto alguns espíritos culpados erram nas trevas, os bem-aventurados gozam de resplendente claridade e do espetáculo sublime do Infinito”.

Diferentes categorias de mundos habitados

A doutrina espírita nos ensina que essas categorias variam de acordo com o grau de adiantamento ou de inferioridade intelectual e moral dos habitantes.

Há os que são inferiores à Terra, outros no mesmo grau, e ainda, aqueles que são mais ou menos superiores em todos os sentidos.

Confira quais sãos as diferentes categorias:

  • mundos inferiores: são aqueles em que a existência é totalmente material e a vida moral é quase nula.
  • mundos intermediários: o bem e o mal se misturam, com a predominância de um sobre o outro, de acordo com o grau de adiantamento em que se encontram;
  • mundos primitivos: é destinado às primeiras encarnações da alma humana;
  • provas e expiações (Terra): o mal, a raiva, a inveja, o orgulho predominam;
  • mundos regeneradores: aqui as alma que ainda possuem algo a expiar adquirem novas forças;
  • mundos felizes: o bem supera o mal;
  • mundos celestes ou divinos: casa dos espíritos puros, o bem reina absoluto.

Vivemos em um único mundo?

Não! Os espíritos encarnados, caso não cumpram em um determinado mundo todas as fases do progresso devem percorrer para chegar à perfeição. E quando, eles atingem o grau necessário para a evolução, passam para outro mundo mais avançado e assim por diante, até chegarem ao de estado de Espíritos Puros.

“Os mundos são as estações nas quais eles encontram elementos de progresso proporcionais à sua evolução”.

Saiba mais sobre o assunto no programa “Evangelho e Espiritismo em sua mais simples expressão”, da TV Mundo Maior:

Parte 1

Parte 2

 

 

 

 

 

Por Juliana Chagas 

Jornalista e produtora da Rádio Boa Nova

Deixe seu comentário:

WhatsApp