QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

-->

“Estude a si mesmo, observando que o autoconhecimento traz humildade e sem humildade é impossível ser feliz.” André Luiz

Evangelho e Reforma Íntima

Solidariedade: bilhete emociona professora e as redes sociais

Enviado em 4 de abril de 2019 | Publicado por Rádio Boa Nova

solidariedade e espiritismoNos últimos dias, um bilhete muito simples, porém, com muita pureza e solidariedade ganhou destaque nas redes sociais e vem emocionando muita gente.

Enquanto recolhia uma pequena contribuição de seus alunos para fazer ovos de chocolate a professora, Taciana Martins, recebeu um bilhete de uma aluna tímida, que dizia:

“Tia, três reais são meus e os outros três são para alguma criança que não tiver dinheiro para pagar”.

Em entrevista ao jornal Extra, a professora disse que ficou emocionada em ver a inocência e a pureza da criança querendo ajudar o próximo e fazer o bem.

Ainda de acordo com a professora, a mãe da aluna contou que a menina queria levar um dinheiro a mais. Porém, tinha vergonha que algum amigo ouvisse, foi assim que ela sugeriu o bilhete. Em sua postagem no facebook, Taciana escreveu:

“Sempre falo que sou abençoada pela profissão que exerço. E mais ainda, sou abençoada por trabalhar com crianças. Esse ser puro, inocente e que me ensina mais do que eu a eles”, afirma em um trecho do texto.

Solidariedade e espiritismo

A doutrina nos ensina que a solidariedade nasce no íntimo de cada pessoa. E o dicionário a define como: sentimento de simpatia, ternura.

E ainda, ao praticar atos solidários, de ajuda ao próximo, o cérebro libera uma substância chamada “endorfina”, que gera uma sensação de felicidade. Por isso, faça o bem, seja solidário, caridoso.

“O homem é solidário do homem. É em vão que procura o complemento do seu ser, quer dizer, a felicidade em si mesmo ou naquilo que o cerca isoladamente: ele não pode encontrá-lo senão no homem ou na Humanidade. Não fazeis, pois, nada para ser pessoalmente felizes, enquanto a infelicidade de um membro da Humanidade, de uma parte de vós mesmos, possa vos afligir”. (Revista Espírita de 1867)

Fonte: Jornal Extra | Só Notícia Boa

 

Deixe seu comentário:

WhatsApp