QUER RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS EXCLUSIVAS?

“A vida por fora de nós é a imagem do que somos por dentro.” Emmanuel

Artigos

Experiência de Quase Morte (EQM): conheça a minha experiência!

Enviado em 4 de novembro de 2015 | No programa: Pronto Atendimento | Escrito por Celina Sobral | Publicado por Juliana Chagas

Quando eu era criança lá no Rio de Janeiro, peguei uma forte pneumonia. Tinha uns quatro anos de idade…

Minha mãe ficou muito preocupada, pois em alta febre eu ficava falando sozinha e andava pela casa conversando com ninguém…

Sombra de pessoa entrando em um túnel

Ela pensou que eu ia desencarnar, pois naquela época os tratamentos médicos não eram tão bons como agora e os médicos iam a casa receitar.

Ela dizia que eu perguntava se “poderia ir com eles” (isto porque os espíritos deveriam estar me chamando…).

Apesar de criança, e não entender o que acontecia comigo, hoje vejo que “eu estava mais prá lá do que prá cá” nesse período da minha vida.

Mas como “vaso ruim não quebra” eu venci a pneumonia, a febre cheia de delírios e os contatos diretos com a espiritualidade muito intensos e “voltei”.

Não digo que foi exatamente uma experiência de quase morte, mas que quando minha mãe me contava eu ficava pensando que poderia ter “ido embora” isso eu ficava! rsrs

O tempo passou, estudei o espiritismo e vi que o contato com os espíritos se dá diariamente, pelos menos em vários e muitos casos.

Tive amigos que sofreram acidentes, principalmente de motocicleta, e passaram por estados de coma profunda, uns desencarnando, outros não.

O que havia em comum na conversa desses amigos, quando possível o retorno à vida, foi que em estado de coma profundo não deveríamos fazer comentários ou falar coisas que eles poderiam ficar preocupados, tristes, com o coração em dor, pois eles ouvem e entendem tudo. Sentem como se estivessem acima do corpo deitado na cama. Veem eles próprios. E não podem responder, falar nada.

Não sentem dor física, mas acompanham o tratamento médico em algumas ocasiões. Em parte do tempo, um de meus amigos me contou, lá no Rio de Janeiro, ainda, que visitou lugares já conhecidos, muito longe do Brasil. Onde reencontrou amigos e parentes na casa que entrava e era muito familiar. Com certeza ambiente de outras vidas e espíritos conhecidos também. Isso é interessante, pois mesmo sendo registros que se mantém na memória, no subconsciente, o reencontro pode acontecer com os espíritos conhecidos e que de alguma forma podem ajudar o estado atual do encarnado, conversar com eles e motiva-los num retorno ao corpo, à saúde, à vida com mais entusiasmo e com vontade de lutar para melhorar.

Nisso existe o amor incondicional de Deus por nós! A misericórdia constante, que nunca nos desampara.

Então, o negócio é viver a vida da melhor forma possível e sempre agradecendo tudo que nos é concedido para nossa melhora espiritual e mesmo material quando aqui na Terra!

 

Foto ilustrativa: http://www.dabysantos.com.br/

Deixe seu comentário:

WhatsApp