Felicidade e Espiritismo: Quais são as suas alegrias da vida?

Felicidade e Espiritismo: Quais são as suas alegrias da vida?

Felicidade e Espiritismo: Quais são as suas alegrias da vida?Onde encontramos a felicidade? É natural e prudente fazermos essa pergunta, principalmente quando ela é seguida de uma reflexão positiva e assertiva acerca desse assunto. Tive a oportunidade de receber a resposta dessa pergunta essa semana, enquanto realizava o Evangelho no Lar

Após longos estudos do capítulo Bem-aventurados os aflitos cheguei ao texto “Os Tormentos Voluntários”, que me fez parar para pensar se muito do que procuramos já não temos. Sim, creio que somos felizes, claro que na medida do possível e de acordo com nosso merecimento e entendimento aqui na Terra. Mas, sim, somos felizes. Isso porque recebemos muitas bênçãos que outros não recebem e não possuem. Só não sei se damos o devido valor às coisas boas que temos. 

O Evangelho me disse o que é felicidade me questionando, fato bem comum na filosofia espírita, método excelente de movimentar nossos pensamentos. Questionou ele o seguinte: 

 

“E não será uma felicidade a calma, em meio das tempestades da vida?”

 

É nesse momento que eu, você e mais alguém irá questionar: Mas como ficamos calmos?  Bom, quando ficamos em silêncio podemos observar o que há ao redor, percebemos o que há de mais belo. Quando falo em silêncio é o silêncio de pensamentos e emoções sem controle e entendimento. E tem muita coisa bela para ser vista como por exemplo: aquele criança que alegra nossa casa com suas brincadeiras, com suas palavras engraçadas e carinhosas;  cada te amo da pessoa especial que está ao seu lado; a cada gesto de carinho; a cada história da pessoa mais velha que temos em casa. Tudo isso é felicidade. 

Mas tem uma porção de coisas mais, como comer sua comida preferida, assistir um filme, bom ou ruim, e gostar muito desse momento, sentir a grama nos pés ou a areia se preferir. Andar pela cidade, tomar um sorvete. 

Como tudo isso pode ser calma ou felicidade? É porque tudo isso acalma o coração, traz paz. E precisamos cada vez mais dar valor a essas coisas simples e valiosas que a vida nos proporciona. Busque dentro de si a calma. Agradeça pelas bênçãos da vida, pois elas nos ajudam e fortalecem para que vençamos os desafios que nos ajudam a crescer. Busque abrigo ante a tempestade, busque o amor e a calma no coração. Busque Deus!

 

Fontes: O Evangelho Segundo o Espiritismo , Capítulo V – Os Tormentos Voluntários.

Foto retirada do Canva.

 

Escrito por: Ricardo Guelfi de Souza

Estudante de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi. Assistente de Mídias Sociais na TV Mundo Maior e apresentador do Podcast Direito de Ser da Rádio Boa Nova.

 

 

Unidades Feal

FUNDAÇÃO ESPÍRITA ANDRÉ LUIZ |||

Feal

Você gostou deste conteúdo?

Há décadas a FEAL - Fundação Espírita André Luiz assumiu o compromisso de divulgar conteúdos edificantes voltados ao bem estar dos seres humanos gratuitamente e, com a sua ajuda, sempre será.

Podemos contar com você?

leave a reply

WhatsApp chat