O egoísmo na visão espírita

O espiritismo explica tudo o que a humanidade precisa saber e compreender. Segundo “O Livro dos Espíritos”, de Allan Kardec, a filosofia esclarece quanto aos eternos enigmas de sabermos de onde viemos, por que aqui estamos, e para onde vamos, facilitando ao homem a compreensão dos mais difíceis problemas que envolvem a vida corporal.

Um dos piores vícios dos seres humanos, apontados na doutrina espírita, é o egoísmo. A questão 913 fala sobre qual pratica que podemos considerar a mais radical no ser humano. Como uma das principais virtudes apontadas por Kardec é a caridade, o egoísmo é o que há de pior numa pessoa.

  • “Dele se deriva todo o mal. Estudai todos os vícios e vereis que no fundo de todos existe o egoísmo. Por mais que luteis contra eles, não chegareis a extirpá-los enquanto não os atacardes pela raiz, enquanto não lhes houverdes destruído a causa. Que todos os vossos esforços tendam para esse fim, porque nele se encontra a verdadeira chaga da sociedade. Quem nesta vida quiser se aproximar da perfeição moral deve extirpar do seu coração todo sentimento de egoísmo, porque o egoísmo é incompatível com a justiça, o amor e a caridade: ele neutraliza todas as outras qualidades”.

No programa “Oficina da Mente”, de 21 de agosto, os comunicadores da TV Mundo Maior, Samira Baron e Humberto Pazian, conversaram sobre o egoísmo como uma atitude daquele que busca o próprio interesse, acima dos interesses dos demais. Samira questiona sobre o fato do mal do egoísmo exacerbado. Pazian responde com o ensinamento supremo de Jesus: “amai o próximo como a si mesmo”. Então como combater esse mal que assola a humanidade? “O Livro dos Espíritos” mostra que devemos pensar no nosso corpo como um estado passageiro e que tudo aqui na terra não é passível de consideração, mas sim somente aquilo que elevará o espírito.

  • “O egoísmo se enfraquecerá com a predominância da vida moral sobre a vida material, e sobretudo com a compreensão que o Espiritismo vos dá quanto ao vosso estado futuro real e não desfigurado pelas ficções alegóricas. O egoísmo se funda na importância da personalidade; ora, o Espiritismo bem compreendido, repito-o, faz ver as coisas de tão alto que o sentimento da personalidade desaparece de alguma forma perante a imensidade. Ao destruir essa importância, ou pelo menos ao fazer ver a personalidade naquilo que de fato ela é, combate necessariamente o egoísmo”.

 

Fontes: “O Livro dos Espíritos” e TV Mundo Maior.

Leticia Lopes, 26, é jornalista guarulhense formada pela Faculdade Anhanguera e colaboradora da Rádio Boa Nova e TV Mundo Maior. Já assinou matérias em jornais locais e atuou como assessora de comunicação. É apaixonada pelo mundo espiritual e por recursos que estimulam o autoconhecimento.

leave a reply

WhatsApp chat