O que é psicofonia?

Muitas pessoas apresentam dúvidas sobre a mediunidade de psicofonia. O que é? Quais são as suas vantagens e desvantagens? Seus tipos?

A doutrina espírita nos ensina por meio de Allan Kardec que a psicofonia diz respeito a comunicação de espíritos desencarnados através da voz de um médium. 

Em O Livro dos Médiuns, o codificador da doutrina espírita, denominou a psicografia como “mediunidade falante”, ou seja, os espíritos desencarnados se comunicam por meio da palavra, travando assim, conversas.  E ainda, de acordo com a obra, os espíritos utilizam o órgão mais flexível do médium. 

(…) O espírito age sobre os órgãos da palavra como age sobre a mão dos médiuns escreventes. Querendo se comunicar, o Espírito se serve do órgão mais flexível do médium.

Para completar, Kardec escreve:

O médium falante se exprime, geralmente, sem ter consciência do que diz; com frequência diz coisas completamente fora de suas ideias habituais, de seus conhecimentos e mesmo do alcance de sua inteligência.

Nem sempre, porém, é tão completa a passividade do médium falante. Alguns há que têm a intuição do que dizem, no momento mesmo em que pronunciam as palavras. 

(…) Resumindo, a palavra dele é um instrumento de que o Espírito se serve e com a qual uma pessoa estranha pode entrar em comunicação, como se fez no caso de um médium audiente.

Vantagens e desvantagens da psicofonia

Uma das vantagens da psicofonia é a questão do diálogo direto, vivo e dinâmico com os espíritos. Já que ela facilita o entendimento daqueles que precisam de ajuda ou esclarecimento. 

Entretanto, as desvantagens dizem respeito a avaliação porque é preciso analisar a origem e o valor da comunicação. Pois, a manifestação pode não construir uma prova de identificação. E ainda, como o efeito da psicofonia é momentâneo e imediato a mensagem pode ser deturpada ao ser reproduzida. 

Para finalizar, quais são os tipos de psicofonia?

Ainda em O Livro dos Médiuns, Allan Kardec, nos ensina que a psicofonia é dividida em dois tipos, são eles:

  • Consciente, onde o médium diz que recebeu mentalmente ou escutou a fala do espírito que deseja se comunicar;
  • Inconsciente ou  sonambúlica, que diz respeito a aquela em que o médium não sabe o que falou. O que dá a entender que o espírito se comunicou por meio de um aparelho fonador, já que o médium está inconsciente.

Quer saber mais sobre o assunto? Confira o programa Boletim, da TV Mundo Maior:

Fonte: Divulgando a Doutrina Espírita

 

leave a reply

WhatsApp chat