Os Propósitos da Espiritualidade 

Como é costumeiro ouvir, “Nada é um acaso para a espiritualidade”, portanto, proponho aqui uma reflexão dos caminhos que tomamos até o presente momento. O curso da vida segue um caminho muitas vezes natural, acontecimentos que nos possibilitam aprendizados. Claro que nada é engessado e roteirizado ao ponto de termos cenas óbvias, como num filme clichê.  

O improviso dos atores em um filme, peça, novela, é fundamental para a dramaticidade que penso ser a ideal. Em nossa vida, e nos termos espíritas, compreendemos esse improviso como livre-arbítrio. Na prática, pode-se compreender como um caminho mais longo ou um caminho mais curto, podendo ou não ensinar o que é esperado que se desenvolva em determinada situação da vida. 

Pergunto-lhe então: “É possível pegar um caminho errado?” Respondo, quase que mentalmente em catarse e epifania: “Por que tomamos tudo como erro?”. São caminhos que, como dito anteriormente, podem levar um tempo maior ou menor para serem percorrido, mas que garantirão pelo menos algum aprendizado que lhe proporcione desenvolvimento. 

Muitas vezes precisa-se estar numa determinada situação por um tempo para então perceber aquele Insight de qual é o caminho ideal a seguir. “Foi um tempo perdido?” Não, apenas um tempo necessário para que você pudesse compreender os próximos passos que daria. As pessoas que você conheceu, as risadas dadas de forma sincera, os choros de emoção, os dias de tristeza e raiva, tudo tem um porquê de ser. Se foi um caminho previamente pensando ou se foi obra do seu poder de escolhas, pouco importa, pois o que se deve compreender são as lições valiosas e as sabedorias adquiridas que mapearam os caminhos mais adiante da vida.   

Devemos buscar sempre o propósito de tudo que acontece em nosso caminho, confiar em Deus, conversar com Ele quando preciso. É importante saber esperar pacientemente, ponderando a ansiedade. Escolher sempre utilizado o crivo da razão, muito aconselhado por Kardec, e ter no coração a sinceridade, a honestidade e o amor. Que o amor e a sabedoria possam ser o guia de caminhos melhores, reservando sempre o propósito ideal para a nossa encarnação.

 

Escrito por: Ricardo Guelfi de Souza

Estudante de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi. Assistente de Mídias Sociais na TV Mundo Maior e apresentador do Podcast Direito de Ser da Rádio Boa Nova.

 

 

Faça uma doação pelo site: feal.colabore.org

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3

leave a reply

WhatsApp chat