Qual o poder das escolhas?

poder das escolhasQual o poder das escolhas? Você sabia que podemos influenciar outras pessoas e até mesmo um ambiente?

Nós passamos o tempo todo fazendo escolhas, e são elas que vão moldando os caminhos da Humanidade, desenhando trajetórias. A partir disso, a doutrina espírita nos ensina que este poder de escolha, de decidir pela razão nós dá o chamado livre – arbítrio.

Portanto, as escolhas que fazemos ao longo da vida são frutos desse livre-arbítrio. E ainda, muitas delas aparecem no modo de pensar, de agir, no momento. 

Poder das escolhas e a doutrina espírita

Para completar, Allan Kardec, em O Livro dos Espíritos, nos ensina que os homens escolhem qual o melhor caminho, a partir de experiências que foram adquiridas ao longo de sua jornada. Ou seja, ele tem o livre-arbítrio para escolher se ele quer ir pelo caminho do bem ou do mal. 

Ora, aquele que delibera sobre uma coisa é sempre livre de fazê-la ou não.”[2]. Pois que somos livres para agirmos como bem quisermos, pois “se tem a liberdade de pensar, tem a de agir (…) e consequentemente, somos responsáveis pelo bem ou mal que plantarmos. Escolhas acertadas ou equivocadas refletem o grau de consonância que as criaturas têm quanto à Lei de Amor. Elas são os resultados do que cada indivíduo compreendeu e absorveu dessa Lei, e pelos atos praticados, os tesouros morais se revelam. (O Livro dos Espíritos, questões 861 e 843)

E esta liberdade de escolha gera as consequências que vemos hoje em dia. E ainda, como foi dito acima nós podemos influenciar pessoas e ambientes. Como? através dos nossos exemplos, das nossas ações. As nossas escolhas dizem muito sobre os nossos valores. 

Deus deixa ao homem a escolha do caminho”, porque se fossemos destituídos do livre arbítrio não conheceríamos os méritos do Bem praticado e muito menos nos sentiríamos responsáveis pelo mal feito. Portanto, as nossas escolhas guardam em si, um grande potencial transformador. (O Livro dos Espíritos, questão 634)

Portanto, caso estejamos com alguma dúvida sobre o que decidir, temos que pensar:

Qual a melhor escolha? Qual o impacto que irá causar?

Caso esteja na dúvida faça uma prece, peça ajuda aos mentores espirituais, a espiritualidade superior, afinal,

“Deus lhe envia os bons Espíritos para assisti-lo. É um socorro jamais recusado quando é pedido com sinceridade.” (O Livro dos Espíritos, questão 314)

Para finalizar, lembre-se que as escolhas podem ser transformadores, elas significam mudanças tanto de reforma íntima como coletiva. E ainda, para cada ato praticado existe uma responsabilidade adquirida. Pense, reflita, antes de tomar qualquer decisão.

Confira o texto:
Faça uma doação pelo site: feal.colabore.org

 

leave a reply

WhatsApp chat