Regerenação

A fonte morrediça se recompõe rejuvenescida ao abrigo de novas árvores sementadas com o fim de protegê-la. O rio assoreado e poluído pelos dejetos que se lhe lançaram ao rosto revivesce reanimado pelas forças benéficas que brotam de seu seio quando suas águas tornam a ser tratadas com amor e respeito.

A mudinha de planta esquecida no jardim de uma casa vítima de abandono e do descuido consegue ressurgir em vida nova se amanhada com dedicação e carinho.

Em Pripyat, a cidade abandonada após o desastre nuclear da usina de Chernobyl, é possível observar, além de todos os efeitos deletérios e prejudiciais sofridos, o lento renascimento e revivificação dos seres, desde os animais silvestres até a descontaminação do ar e das águas.

Tudo em derredor do homem tem por fim despertá-lo para a possibilidade de renovação, de recomposição, de resgate ou regeneração de situações, circunstâncias e caminhos.

É porque perguntamos se somente nós os seres humanos que presentemente habitamos a superfície do planeta Terra, não haveríamos de ser resgatados de nossas escolhas menos felizes no fio do tempo.

deixe um comentário

WhatsApp chat